Área do Cliente

Clique aqui e acompanhe de perto os processos que estão sendo gerenciados pelo Diamantino Advogados Associados.

Caso ainda não tenha sua senha, fale conosco.

 

PROGRAMA DE REGULARIZAÇÃO TRIBUTÁRIA (PRT)
Diamantino Advogados Associados
06.01.2017

O Governo Federal criou o Programa de Regularização Tributária (PRT) por meio da Medida Provisória nº 766, publicada em 05/01/2017, com o intuito de incentivar o contribuinte, pessoa física ou jurídica, a quitar os débitos federais vencidos até 30 de novembro de 2016 e, consequentemente, aumentar a arrecadação aos cofres públicos.

O contribuinte terá 4 (quatro) opções para liquidação dos débitos no âmbito da Receita Federal do Brasil (RFB), que são:

1) pagamento à vista em dinheiro, no mínimo, de 20% (vinte por cento) da dívida consolidada e liquidação do restante com créditos fiscais;

2) pagamento no mínimo de 24% (vinte e quatro por cento) em 24 (vinte e quatro) prestações mensais e liquidação do restante com créditos fiscais;

3) pagamento à vista de 20% (vinte por cento) e parcelamento do restante em até 96 (noventa e seis) prestações mensais; e

4) pagamento da dívida em até 120 (cento e vinte) prestações calculadas de modo crescente, devendo ser observados percentuais mínimos.

Ainda é possível para as opções 1 e 2 acima mencionadas, o parcelamento do saldo remanescente em até 60 (sessenta) prestações mensais, após o pagamento mínimo em dinheiro e a liquidação com créditos fiscais.

No âmbito da Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional (PGFN), contribuinte terá apenas 2 (duas) opções:

1) pagamento à vista de 20% (vinte por cento) e parcelamento do restante em até 96 (noventa e seis) prestações mensais; e

2) pagamento da dívida em até 120 (cento e vinte) prestações calculadas de modo crescente, devendo ser observado os percentuais mínimos.

Se o valor consolidado da dívida na PGFN for igual ou superior a R$ 15.000.000,00 (quinze milhões), o contribuinte deverá apresentar carta de fiança ou seguro garantia judicial para garantir os débitos.

O programa será regulamentado pela RFB e PGFN em até 30 (trinta) dias da publicação da Medida Provisória e o prazo para aderir será de 120 (cento e vinte) dias a partir da regulamentação.

A Equipe Tributária do Diamantino Advogados permanece à disposição para esclarecimentos sobre o PRT e auxílio na adesão ao programa.


Índice de notícias :: Tributário

Súmula Vinculante nº 8 é inaplicável a créditos não tributários
23.04.2015

PIS/COFINS não-cumulativo: fim da alíquota zero sobre as receitas financeiras a partir de 1º de julho de 2015.
02.04.2015

Medida Provisória nº 669/2015 altera regras para Contribuição Previdenciária
03.03.2015

Força-tarefa da Receita Federal investiga envolvidos na "lava jato"
18.02.2015

Prazo para Entrega de Declaração de Capitais de Brasileiros no Exterior
13.02.2015

ADI 5151: STF concede medida cautelar suspendendo benefício fiscal de Minas Gerais
05.01.2015

Insegurança nos parcelamentos fiscais
13.11.2014

Regras sobre certidões de dívida ativa da União são alteradas
27.10.2014

STF nega recurso de SP e pede "ponto final em ciclo vicioso" de precatórios
27.09.2014

STF nega recurso de SP e pede 'ponto final em ciclo vicioso' de precatórios
25.09.2014


Mostrando 41 - 50 de 124
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10

 

© Copyright 2002-2015. Diamantino Advogados Associados. Todos os direitos reservados.

Criação de sites